Nada Pessoal

1995 - Nada Pessoal

Release

Não é possível, isso não é um disco inédito de uma banda nova. Deve ser uma coletânea de sucessos de alguma estrela do Pop nacional. Pois é, o primeiro álbum do Nada Pessoal surpreende mesmo.

Uma coleção de Pops sem arestas, cheios de vigor, com cara de hits e marca inconfundível.

Quando gravou o disco a banda tinha notoriedade na Zona Sul do Rio, mas não era uma popstar nacional. Com aquele repertório de qualidade tinha todo o potencial para conquistar o país. Circunstâncias a parte, realizaram um grande álbum.

Contaram com participações especialíssimas de Erasmo Carlos, Paulinho Moska e Toni Garrido na sua estreia. Definitivamente, isso não é para qualquer um.

O desafio impossível é ouvir pérolas como “A Verdade”, “Não Faz Mal”, “Dia 10” e “Olê Oa” apenas uma vez.

Na formação da banda, Taw, que na época era conhecido como China. De certa forma, a semente da Rastropop já começava a germinar ali.